Confira como financiar um veiculo sem entrada

--*--

Quando se fala em moto uma das primeiras palavras associadas é liberdade, além de praticidade, agilidade e economia de tempo e dinheiro. Muitas pessoas desejam comprar uma moto, não só pela agilidade no trânsito, mas também por ser um veículo versátil que pode ser utilizado em viagens e esportes.

Para muitas pessoas a decisão de comprar uma moto não vem acompanhada com o poder financeiro. Isso quer dizer que muitas vezes a pessoa não possui o valor necessário para adquirir esse veículo. Por isso é que os bancos criaram serviços que possibilitam a compra de uma moto com pagamento a longo prazo. Um deles é o financiamento.

O que é financiamento?

O financiamento funciona de forma semelhante a um empréstimo: o banco empresta ao cliente o valor total do veículo, sendo que esse empréstimo pode ser parcelado e pago mensalmente. As diferenças são:

Taxas de juros específicas para esse serviço – Por ser uma transação que envolve a compra de bens como imóveis, carros r motos, a taxa de juros é um pouco maior em relação ao empréstimo;

Valor de entrada – Vários bancos disponibilizam o financiamento de uma porcentagem do valor total do veículo. Enquanto uns financia 80% do valor total, outros permitem o financiamento de até 90% desse valor.

Algum banco financia uma moto sem precisar de entrada?

No mercado brasileiro há muitas instituições financeiras que permitem o financiamento de 100% do valor total da moto. A única diferença é a taxa de juros que se eleva um pouco.

Se você deseja financiar uma moto sem entrada, saiba que vai precisar planejar sua vida financeira. Por que?

Como já fora dito, o financiamento sem entrada aumenta o percentual de juros e isso influencia diretamente no valor das parcelas. Isso quer dizer que você vai precisar dispor de uma quantia maior para pagar em dia o financiamento.

Especialistas em economia recomendam que o interessado na compra avalie, primeiramente, a necessidade de obter o veículo. Após, estude com calma cada despesa fixa mensal e retire ao máximo as despesas desnecessárias. O ideal é que o pagamento das parcelas não afete de forma negativa suas despesas fixas, pois isso pode causar danos financeiros no futuro.

Antes de realizar o financiamento, faça várias pesquisas para compreender os melhores valores no mercado. Dê mais atenção as empresas pequenas, pois, possuem menor juros, sendo comparadas a instituições com grande potencial no mercado.

Tem desejo de financiar uma moto? Qual modelo? Deixe nos comentários sua sugestão para que possamos ajudar.